Imagem capa - Os Desafios de Fotografar Nascimentos - Parte I por Gisele Soares
Fotografia

Os Desafios de Fotografar Nascimentos - Parte I


Ver as fotos de um nascimento é lindo ❤️ Conhecer a história, saber como tudo aconteceu e perceber todo o sentimento que envolveu esse dia tão especial é maravilhoso! Mas... como é a vida de um fotógrafo de nascimento? 


👉 Fotografar nascimentos é estar disponível


E haja disponibilidade! Você pode estar num salão cuidando dos cabelos e precisar sair correndo porque tem bebê querendo nascer. Ou mesmo no hospital com seu filho numa emergência e precisar deixá-lo com o marido porque uma gestante está dando entrada em outro hospital. Sim, essas coisas já aconteceram comigo e olha que poucos são os partos normais que acompanho, ou seja, ter uma cesárea agendada não significa que vai acontecer no dia e horário combinado. 

Eu poderia descrever inúmeras situações relacionadas a disponibilidade, mas o fato é, deixamos de viver nossos compromissos pessoais em prol do nascimento. E se não tiver amor ao que se faz, você não consegue.




👉 Fotografar nascimentos é amar


O amor está em primeiro lugar. Fotografar apenas por ser uma profissão ou por pensar que dá dinheiro não funciona. Lidar com a imprevisibilidade, o desconhecido mesmo quando conhecemos tão bem depois de tantas experiências e ter paciência para esperar o tempo que for necessário para ter o resultado desejado tem que ter muito amor envolvido. Se não ama, não flui... Fica automático, tudo igual. Depois de quase 200 histórias de nascimentos se não houver AMOR não há diferença. Cada história é única, cada família tem suas particularidades, cada nascimento é mais que especial! E eu amo tanto o que faço que mesmo algumas vezes pensando em desistir eu sigo em frente, captando cada instante repleto de sentimento, me emocionando e envolvendo com cada história ❤️ 👉 Continuo em outro post 📷